podcast-iradex-095-blog

Iradex Podcast 95: IradELAS - The Bletchley Circle / A Garota Dinamarquesa / The Hunting Ground

É especial, é bonito, é demais. Um Iradex diferente e, definitivamente, bem melhor do que o normal. Entenda o motivo. Saiba o que mulheres a fim de resolver um crime são capazes. Gostamos do filme "A Garota Dinamarquesa"? O que aconteceu nas universidades americanas e pouco se faz sobre isso? Isso e muito mais, aí, nesse Iradex Podcast mais do que especial.

Download e feed: DOWNLOAD MP3 // FEED RSS // iTUNES

Participaram desse podcast: Livia Lopes, Emilia Braga e Luiza Lima


Nesse Programa:

Links

Assine o podcast

Rede Iradex

Contatos

Playlist das Meninas

 

 

  • Virginia Rodrigues

    Gente, muito bom!
    Continuem que ficou demais.
    Nem as conheço mas sou fã das 3 na internet e na vida =)

    • Emilia Braga

      Obrigada, Virgínia!
      Vou encher o saco dos meninos pra gravarmos sempre que der! 🙂

  • Podem tirar os meninos daí e tomem conta! Demais o programa! 🙂

    • Emilia Braga

      hahahahahaha

  • Adah Conti

    Parabéns ao Iradex pela iniciativa de um programa especial Girl Power. Adorei!!!
    As indicações me deixaram bastante empolgada, pois não conhecia o seriado e estava na dúvida sobre ver ou não o filme.
    Sobre “Bletchley Circle”, vocês me deixaram com água na boca. Primeiro, pois gosto de tudo que é relacionado a Inglaterra. Segundo, pois o tema da emancipação feminina e de mulheres pioneiras é (ou deveria ser) sempre viceralmente relevante para nós todas. E ainda tem crime e suspense! Passou para número 1 da lista. Assim que acabar eu volto aqui para dar minha opinião.
    Penso que as guerras mundiais, particularmente a segunda, foram na prática, a entrada da sociedade ocidental na época contemporanea. A tragédia da violencia teve concequencias trágicas para a sociedade europeia e americana mas também foi o estopim para evolução das ciências em geral e da mudança do papel da mulher na sociedade. Os filmes e seriados desta época do pós guerra refletem isso (Downton Abbey; Call the Midwife, etc, etc). Apesar de “voltarem para casa” homens e mulheres não podiam mais retomar seus papeis de antes da guerra. O final do anos 40 e os anos 50 talves tenham sido os anos mais hipócritas de todo o seculo XX.
    Quanto ao filme “A garota dinamarquesa” vocês me convenceram. Como convivi com muitas transexuais (agora chamadas trangenero) nos anos 80/90, sou muito sensivel ao tema. Para algumas coisas sou covarde mesmo, prefiro não revisitar certas dores. Mas pelo que vocês falaram é um filme delicado, não é super barra pesada. Ainda não vi, mas já dou meu pitaco sobre a trama: impossível a Lili e a Gerta terem “descoberto” isso meio que por acaso. Certamente, se a Gerta pediu para o marido se vestir de mulher, isso já era uma “brincadeira” que tinha a ver com o que eles já sabiam, mas não sabiam como lidar naquele momento. Claro que é um filme e tem toda liberdade poética, apesar de baseado numa história real.
    Nossa, o comentário está enorme. Mas se a rainha pediu…
    Finalizando, muito obrigada Livia, Emilia e Luiza e muito obrigada Iradex por mais este podcast sensacional.

    • Emilia Braga

      Obrigada, Adah!
      Você não vai se arrepender de ver The Bletchley Circle. As mulheres são fantásticas!
      Tem alguns assuntos que, mesmo doendo, tem que ser trazidos de volta. Eles precisam doer em todos, incomodar. Não basta doer só em quem sofre, né? 🙂

  • Rabbony Santos

    Meninas, as senhoras são destruidores mesmo, programa espetacular, indicações de primeira. Concordo com vocês sobre a “Garota Dinamarquesa”, o destaque no filme foi a esposa da Lili, a pesar da inspiração ter sido a Lili. The Hunting Ground é o documentário que deveria ter ganhado. Como março é considerado o mês da mulher, deveria ter até o final do mês as três meninas no Iradex ou chama outras que já participaram, tipo Hanna.

  • Rabbony Santos

    Meninas, as senhoras são destruidoras mesmo, programa espetacular, indicações de primeira. Concordo com vocês sobre a “Garota Dinamarquesa”, o destaque no filme foi a esposa da Lili, a pesar da inspiração ter sido a Lili. The Hunting Ground é o documentário que deveria ter ganhado. Como março é considerado o mês da mulher, deveria ter até o final do mês as três meninas no Iradex ou chama outras que já participaram, tipo Hanna.

    • Emilia Braga

      Falta ver a força das mulheres de Bletchley! 🙂

  • MELHOR PODCAST. ♥ Preciso dizer que amo vocês mesmo sem conhecer? Vou começar The Bletchley Circle hoje mesmo! Pela sinopse e comentários, vou amar. Obrigada pela indicação. 🙂 O Jogo da Imitação é muito bom!

    Eu não curti muito A Garota Dinamarquesa, acho que Marina descreveu bem o que eu senti, uma história linda em um filme ruim. Redmayne não me conquista muito. :/ Mas acho que vale assistir pela história e por Alicia Vikander que está maravilhosa, como sempre. Também fiquei irritada em alguns momentos pelo egoísmo de Lili enquanto Gerda a apoiou em todos os momentos.
    O que vocês falaram sobre os “tratamentos para homossexualismo” no filme me lembrou The Knick, que mostra alguns tratamentos que eram feitos pra problemas mentais no começo do século XX, como arrancar os dentes (???). Além de retratar muito bem os avanços da medicina nessa época, aborda temas como racismo, drogas, machismo, hierarquia..

    Ainda não tive coragem pra ver The Hunting Ground, o clipe de Lady Gaga me deixou destruída, aí to juntando forças. 🙁 Falando em calouros.. Tive um choque muito grande quando vim da UFPE pra USP, porque aqui essa cultura do trote é muito forte e, mesmo com as limitações da justiça, eu acho cruel o que os ingressantes passam por aqui. E pior, o que quem não aceita isso pode passar.

    Obrigada por falarem sobre tantas coisas que precisamos discutir.
    Vou parar porque já fiz textão e nem terminei de ouvir ainda.
    Xero pra vocês. ♥

    • Emilia Braga

      Obrigada pelo comentário, Katarina!
      Gosto muito dessas obras que fazem com que continuemos falando delas depois que terminamos, e essas são demais. 🙂

    • Luiza Lima

      <3

  • Uli

    Ma-ra-vi-lho-so! Já queria assistir o documentário e “A garota dinamarquesa”, mas fiquei muito interessada em ver a série, já tá na lista do netflix 😀

    • Emilia Braga

      Depois conta pra gente o que achou, Uli! 🙂