Iradex Podcast 84: Bobby Fischer Against the World / A Máquina de Xadrez

Gente bonita, Iradex Podcast novim procês! Uma edição super especial, contando com a participação da nossa querida Emília, a rainha do bando de ruma! Junto com ela e com a Livinha, conversamos sobre duas obras que abordam de forma diferente o mesmo assunto: xadrez! Isso mesmo! Quem diria que teríamos um Iradex falando sobre o Jogo dos Reis! Confere aí que tá show!

Download e feed: DOWNLOAD MP3 // FEED RSS // iTUNES
Participaram desse podcast: Raphael PH Santos, Gabriel Franklin, Lívia Lopes e Emília Braga


Nesse Programa:

Links

Assine o podcast

Rede Iradex

Contatos

Playlist da Emilia e Gabriel

  • Caique Pituba

    Excelente
    programa… Me deu uma Saudade do Kaio… E do Gabs também. Estou com
    saudades do Gabs… Acho que ele não gostou das montagens de estrela.
    Gabs, estou com saudades de você, volta, sério. Quem mandou fazer as
    montagens foi o AJ, não tive escolha. A participação da Emilia foi a melhor. Fica Emília!

    Ps: First

    Ps2: Tem shadow of the colossus (by rudy)

  • Emanoel Medeiros

    Gostei muito da participação da Emilia. Mesmo não entendendo nada de xadrez, curti bastante o programa.

    Ps. Pnc do first
    Ps2. Não senti falta do Kaio
    Ps3. Tem The Last Of Us
    Ps4. Mentira, Kaio faz falta sim
    Ps5. Vai ser caro pra krl

  • Felipe Malafaia

    Me dá sempre uma emoção quando eu conheço alguém que escuta Mangabeira tmb…
    Emília <3

  • Uma ressalva: A FIDE (Federação Internacional de Xadrez), não criou mais uma norma para jogadores de xadrez como a citada no cast, a SGM, ou Super Grande Mestre. A última norna para qualquer jogador profissional, é GM. basta olhar a lista de rating, que não será visto ninguém com essa norma de SGM. Isso apenas surgiu para apelidar os jogadores que são realmente fora de série. É apenas um apelido. Já falando do Fischer, esqueceu de falar da fuga da defesa do título mundial, diante Anatoly Karpov.

    • Gabriel Franklin

      Pois é, não falei pq achei melhor as pessoas descobrirem o resultado vendo o documentário. =D

  • Adah Conti

    Curti muito essas indicações apesar de não entender praticamente nada de xadrez. O documentario do Bobby Fisher me prendeu porque sempre tive muita curiosidade sobre a relação entre o que rotulamos como doença e o que rotulamos como genialidade. Onde estão estas fronteiras da doença mental? Os da nossa espécie que ultrapassam limites de inteligência, em qualquer área, estão perigosamente nas fronteiras da loucura. È o preço que temos que pagar? Quanto ao livro “a maquina de Xadrez”, não siga lendo o comentário se não leu SPOILERS A SEGUIR!!!!!!!!!!! Gostei muito do livro, os personagens são cativantes, impossível não ter enorme empatia pelo Tibor e pelo Jakob, os dois personagens mais bem desenvolvidos. Fiquei com gosto de “quero saber mais”. As personagens femininas não são tão bem desenvolvidas, ficam no superficial da nobre entediada e a prostituta redimida no final. Fiquei um pouco confusa com o desenvolvimento do arco do Kepler, fiquei meio perdida no final, sobre ele ter voltado a apresentar o turco. Suas motivações principalmente. Mas de modo geral gostei bastante do livro e me deu vontade de pesquisar mais sobre os automatos e a época. Obrigada novamente Iradexes, particularmente neste, Emilia e Gabriel.

  • Pingback: Iradex Podcast 95: The Bletchley Circle / A Garota Dinamarquesa / The Hunting Ground | Iradex()

  • Pingback: Rotulando e cantando e seguindo a canção... | Iradex()