Iradex Podcast 130: Não se fazem mais desenhos como antigamente?

Continuando a saga dos I.P.s especiais, trazemos uma discussão em torno de questões que já ouvimos e debatemos muito.

Os desenhos de antigamente eram superiores? Como os desenhos de hoje em dia se relacionam com os clássicos que nós vimos em nossa juventude? O que consumimos em nossas infâncias é determinante para nosso caráter?

E ainda tá cheio de indicações joiadas ao longo da conversa. Bora!

Download e feed: DOWNLOAD MP3 // FEED RSS // iTUNES

Participaram desse podcast: Gabriel Franklin, Kaio Anderson, Pedro PJ Brandão e Zé Welligton.


Contribua com o Padrim do Iradex

keep-calm

Links

Assine o podcast

Rede Iradex

Contatos

Playlist

  • Miguel Arcanjo

    Fazem sim. Inclusive acho que estão melhores agora.

  • thayna

    Desde o episodio especial para a Júlia eu fiquei esperando um ep igual a esse! Obrigada ♥
    Sobre os desenhos que falam de mulheres, desde Mulan que a gente vem vendo que a Disney está colocando a mulher como mais “forte”. Exemplos claros são os mais recentes Frozen e Moana.
    E euzinha, com 22 anos, acho Pokemon melhor que Digimon.
    Acho que o desenhos mais recentes como Steven Universe e Adventure Time são tão profundos que agradam mais os adultos do que as crianças.

  • Pedro Sena

    Obrigado por falarem de SU <3

  • Pedro Sena

    Cantando todas as músicas que tocam hehe

  • Alto nível essa discussão! Eu queria indicar 3 desenhos que valem a pena assistir pelo menos 1 episódio para ter uma ideia de como tinha muito desenho bacana na década passada também, já que esse período não foi abordado no cast.

    Yin Yang Yo! é um desenho da Jetix que me ensinou o que era humor de referência. Ele tem episódios parodiando todos os gêneros de televisão possíveis. Eu lembro muito de um que o vilão prende os protagonistas dentro de uma Sitcom e outro sobre “a doença do coelho” que faz os personagens virarem Looney Tunes e quebrarem a quarta-parede como o Pernalonga.

    Um que eu já vi bem tarde, mas que explodiu minha cabeça, foi Total Drama Action que é um dos primeiros desenhos em que eu vi uma história única ser dividida ao longo dos capítulos. Ele se passa em um reality show desses de sobrevivência em uma ilha e a cada episódio um personagem é eliminado. Meio como se fosse um episódio de corrida maluca estendido a uma temporada inteira.

    Por último, e o contrário do anterior, Phineas e Ferb é o melhor desenho procedural que eu já vi. Ele tem um formato muito perfeitinho pra cada episódio conter sua própria aventura. Começa com uma ideia genial dos irmãos, que uma hora sai do controle, sempre tem um número musical no meio e no final volta ao status quo para que os pais não descubram nada. Fora o Perry, o ornitorrinco, que é foda e um especial pra TV parodiando os 6 primeiros Star Wars.

  • Aline Hack

    Nossa, vcs falaram de pais que assistiam desenhos com os filhos, o desenho favorito da minha mãe é A vaca e o frango, justamente da época do Johnny Bravo, Meninas Super Poderosas e Laboratório de Dexter.

    Esse IP me deixou nostálgica, lembrei que parei de assistir os desenhos e gosto. Fiquei me perguntando por que parei de ver.