Famílias

Existem muitos tipos de famílias, diferentes, porém com um ponto em comum: o amor.

Famílias é um conto escrito por Hanna Rayssa e distribuído em primeira mão aqui no Contos Iradex. Embarque nessa leitura.


FAMÍLIAS

Matheus tinha uma família diferente da maioria das que os seus amigos do colégio tinham. Moravam em sua casa ele, sua mãe, dois cachorros e um porco espinho. Sim! Um porco espinho. Quem gosta de porco espinho, meu Deus? Bom, Matheus o amava! Ele era feliz, mas quando perguntado sobre seu pai, o garoto não sabia o que responder, não chegou a conhecer esse homem que deveria (deveria mesmo?) chamar de pai. Ver todos os amigos da escola com aquela família de comercial de margarina o entristecia algumas vezes.

Rosana morou por dez anos de sua vida em um lugar com um monte de crianças que esperavam ansiosamente a sua hora de sair de lá e, quem sabe, morar em uma casa, ter um cachorro, e alguém que cuidasse delas de verdade. Há alguns anos chegou sua vez. Foi escolhida, mesmo depois de tanto tempo esperando, sua hora tinha chegado. Seus olhos sorriam. Ela agora tinha pais e dois irmãos, e sentia que tinha uma família de verdade. Sentia-se triste apenas por lembrar-se das outras crianças que esperavam sua hora de ir para uma casa. Para um lar.

Gabrielle tinha dois pais. Um pai e outro pai. Sim! Perguntavam-na constantemente sobre sua mãe. Mas ela dizia que não tinha mãe, mas tinha dois pais. Dois! A tevê nunca mostrava uma família parecida com a da Gabi. Ela não entendia o porquê, já que ela vivia em um lar feliz, onde encontrava amor, compreensão, carinho. Um dia, teve uma tarefa em sua escola que era para desenhar sua família. Gabi a desenhou. A professora ficou um pouco assustada.

Sara e Lara moravam juntas, eram amigas de infância e dividiam quase todos os momentos de suas vidas uma com a outra. Os pais de Sara morreram quando ela era apenas uma adolescente, e Lara nunca teve uma relação muito boa com os pais. Perto dos 20 anos decidiram morar juntas, e assim o fizeram. Elas brigavam às vezes, mas faziam as pazes logo em seguida, dividiam roupas, maquiagens, tudo mesmo! Eram como irmãs. Certo dia Sara ouviu a expressão “família anaparental” em sua aula de Direito de Família, quando chegou em casa disse para a amiga: “Somos uma família”.

Quanto a mim, quando pequena morei em uma casa com meus avós e minha mãe. E vários passarinhos, claro. Erámos uma família muito feliz. Quando cresci um pouco mais, minha mãe casou-se com meu paidrasto, e tiveram um filho. Meu irmão. Meu pai biológico também se casou e teve duas filhas. Minhas irmãs. Minha família é bem grande, e eu realmente sou muito feliz com essa bagunça toda.

Eu, Matheus, Rosana, Gabrielle, Sara e Lara temos um amor que ninguém pode derrubar. Podemos respirar.


Esse conto foi escrito por Hanna Rayssa para o Contos Iradex. Para reprodução ou qualquer assunto de copyright a autora e o blog deverão ser consultados.


Sobre o autor: Hanna Rayssa é estudante de Direito, amante da sétima arte e de sushi. Apaixonada pela vida, acha que ainda vai mudar o mundo.
Sobre o projeto: Contos Iradex é uma iniciativa daqui do site de colocar textos, contos, minicontos ou até livros mais curtos para a apreciação de vocês, leitores. Emendaremos algumas sequências com materiais da própria equipe e, em seguida, precisaremos de vocês para mais publicações. Se você tiver uma ideia de projeto, envie um e-mail para contos@iradex.net.
  • Lindo texto <3

  • Adah Conti

    Parabéns pelo texto Hanna. Muito bonito e necessário.

  • phsantos

    Full House + Cem Anos de Solidão. Adorei.

    Melhor parte é a dos dois pais #)

  • Arthur Zopellaro

    Cê me fez abrir um sorrisão com essa frase: “quando chegou em casa disse para a amiga: “Somos uma família”.”

    Ótimo texto, obrigado!