Miniconto: A Primeira Vez

Atirou-se do penhasco.

Quem diria, logo ele? E o fez da melhor maneira possível.

Antes do salto, correu desviando de árvores, um ou outro desnível e buracos. Ao final da corrida, projetou-se em direção ao infinito. Decidido.

Como assim? Ele?

Depois dos pés terem se desprendido do chão, veio o auge: pressão contra o rosto, bochechas amassadas e olhos lacrimejando. Sensação de poder. Se soubesse que era assim, tinha feito isso logo. Teria acabado antes com aquele incômodo.

Juntou os cotovelos ao corpo e embicou. Pegou gosto, mas o chão se aproximava mais rapidamente.

É agora.

Abriu os braços na posição de crucifixo. Planou como um pássaro. O tempo era curto, porém. Levou a mão direita até uma ponta de corda que fugia da parte de trás da cintura. Puxou.

Dor!

Se soubesse disso antes...

- Protocolo 2. Repito. Protocolo 2!

  • Raphael Maia

    Macho, isso ai não pode acabar ai não, já quero ler mais.

  • Raphael Maia

    Macho, isso ai não pode acabar ai não, já quero ler mais.