O Peso da Luz – Onde a Ciência encontra a Poesia

 

"A imaginação é mais importante que o conhecimento."

1919_eclipse_positive-sobral

Você sabe o que é o Eclipse? Pergunta idiota, claro que você sabe. Além de ser o terceiro livro de uma série ruim famosa, o Eclipse é também um intrigante evento cósmico, que já causou muito rebuliço de fim do mundo em outros tempos.

É exatamente um eclipse solar o acontecimento que a escritora Ana Miranda utiliza como pano de fundo para o seu mais novo e impressionante livro. Fruto de extensa pesquisa realizada pela autora cearense, O Peso da Luz é uma obra que une perfeitamente o real, o histórico e o imaginário nos fios da mais bela poesia em forma de prosa.

Em suas 241 páginas (que podem tranquilamente ser lidas em uma tarde de domingo, ao balanço de uma rede), vamos encontrar personagens tanto fictícios quanto reais, e uma gama de conhecimentos científicos e anedotas populares.

O Peso da Luz, de Ana Miranda

A História

Quem nos conta a história é o paraibano Roselano Rolim, personagem inspirado no próprio avô da autora. Tímido relojoeiro na cidade de Cajazeiras, Roselano passa suas horas vagas criando invenções mirabolantes e lendo artigos do seu maior ídolo, Albert Einstein. Sua admiração pelo físico alemão se transforma em obsessão quando fica sabendo que dali a um mês, no dia 29 de maio de 1919, a Teoria da Relatividade de Einstein poderia ser comprovada durante um eclipse solar.

Parte então de sua cidade rumo a Sobral, no interior do Ceará, para testemunhar o momento histórico, e quem sabe conhecer seu ídolo. Com ele vão seus dois únicos amigos, o poeta Lumio Xerxes e o papagaio poliglota Galileu.

Einstein no Ceará???

Se você acha que o enredo é mirabolante, pode googlar ou olhar na Wikipedia. De fato o eclipse solar total de 1919 teve como dois melhores pontos de visão o interior do Ceará e a ilha do Príncipe, na costa ocidental Africana. Como se estava saindo a pouco da Primeira Guerra Mundial, o medo dos submarinos alemães levou várias expedições científicas a preferir visualizar o acontecimento histórico em terras cearenses.

O título do livro deve-se exatamente à forma como ficou conhecida na época a Teoria de Einstein a ser testada, onde se comprovaria que a luz sofria um desvio ocasionado pela gravidade ao passar próxima de corpos muito grandes, como o Sol. Os jornais publicavam as notícias de forma a que o público leigo pudesse compreender a importância histórica do momento. Por isso, falava-se de um “peso da luz”.

Recheado de referências históricas e regionais, com passagens que podem levar de gargalhadas a lágrimas, esta é uma obra perfeita pra quem curte ciência ou simplesmente aprecia uma boa leitura. E digo mais, tem cheirinho de ENEM...