Imaginários 5 - Sobre Guerras e Deuses

A resenha abaixo é do conto Sobre Guerras e Deuses da coletânea Imaginários 5

"A guerra é mãe e rainha de todas as coisas; alguns transforma em deuses, outros, em homens; de alguns faz escravos, de outros, homens livres."

5530000999102O ano é 60 d.C. O imperador é Nero. E o Império está mais forte do que nunca.

Consolidado como a maior máquina de guerra e conquista até então, o Império Romano estende seus braços até as ilhas da Britannia, onde alguns povos nativos ainda resistem sem sucesso. Os romanos os chamavam de bárbaros; mas eles se denominavam celtas.

- Leia o conto no Kobo, Kindle, iPhone, Android ou no seu PC

Tema batido? Sim.

Conto previsível? Não!

O que Eduardo Kasse faz com suas 15 páginas é lhe transportar diretamente para o meio de uma batalha visceral pela liberdade. Mais do que uma história de guerras e deuses, é um breve relato sobre como se vivia e se morria numa época em que muito se desconhecia a respeito de tudo e todos.

Impressiona muito a fluidez com que a História encontra o Fantástico, e juntos seguem de mãos dadas, como se completassem um ao outro. A harmonia é tanta, que fica até difícil classificar o conto como ficção histórica ou fantasiosa.

Complexo? Sim.

Vai deixar de ler? Não!

Conheça um pouco mais da série Imaginários

Por: Raphael Santos

O conto Sobre Guerras e Deuses faz parte da coletânea Imaginários, que já tem cinco edições em livro e uma edição em quadrinhos (a qual será falada por aqui em breve). A Editora Draco, com esse projeto bem interessante, já lançou Fábio Barreto, Leonel Caldela, o próprio Eduardo Kasse, Eduardo Spohr, dentre outros.

- Compre Imaginários 5

O bom da série Imaginários é falar de ficção e fantasia numa linguagem acessível ao mesmo tempo para o público novo e para o já maduro no universo da literatura. Nem tudo colocado no liquidificador é carne de primeira, caso contrário, seria uma ode à perfeição, mas para o leitor menos exigente, passa batido. Um fator bom de terem vários contos: se um não for do seu agrado, passa para o próximo. Resolvido.

  • Sérgio Magalhães

    Bacana o post Gabriel, parabéns pelo trabalho. Não conhecia a obra graças ao seu texto, vou procurar mais informações.

    Abraço

    • Gabriel Franklin

      Que bom que gostou Sérgio!
      O livro é muito bom. Pequenininho, ótimo pra ler no ônibus!
      Aliás, não só esse, como os outros números. Recomendo o número 3 também, que é excelente (tem conto do Eduardo Spohr!)
      Abraço!

  • Sérgio Magalhães

    Bacana o post Gabriel, parabéns pelo trabalho. Não conhecia a obra graças ao seu texto, vou procurar mais informações.

    Abraço

    • Gabriel Franklin

      Que bom que gostou Sérgio!
      O livro é muito bom. Pequenininho, ótimo pra ler no ônibus!
      Aliás, não só esse, como os outros números. Recomendo o número 3 também, que é excelente (tem conto do Eduardo Spohr!)
      Abraço!