Como está o Iradex depois do ocorrido com o YouTube?

Não costumo postar tantos esclarecimentos aqui pelo blog, todavia ultimamente se faz necessário. Desde o episódio acontecido com o YouTube (atitude hacker ou noob de minha parte), diariamente respondo à pergunta: "Como você está?".

- Entenda a situação.

Ao contrário do que possam imaginar, eu gosto de responder sobre o ocorrido. Não tenho problema algum de dar uma resposta para várias pessoas diferentes a respeito de perguntas iguais ou de mesmo cunho. Não estou sendo sarcástico. Quem pergunta quer saber e deve ser recebido com uma resposta e não com um /ignore.

Isto posto, respondo para geral: estou bem. Muito bem. Recuperei os vídeos, mas não reuparei-os no YouTube por decisão comercial, manterei todos no canal do Videolog. Inclusive, esse canal foi um dos responsáveis por não deixar a peteca do vlog cair. Os dois últimos vídeos lançados lá obtiveram até o presente momento em torno de 40 mil views juntos. Bom, não?

E sobre o futuro?

Esse ferimento me fez repensar a estratégia de batalha. Meus esforços agora foram direcionados para o blog. Nada de hard news ou textos gigantescos. Focarei aqui em resenhas simples, nos vídeos e, SURPRESA, nos podcasts. That's it, my friends. Em 2013 o Iradex será blog, vlog e podcast. Os dois últimos serão quinzenais e serão lançados intercalados a partir de fevereiro - se eu voltar vivo da Campus Party.

Encarar um revés desses às vezes é bom. Faz pensar. Faz parar. Obriga-nos a descer de um patamar no qual fomos colocados ou nos colocamos. Faz descer. Descer!

Durante e após o ocorrido, consegui perceber quem está ao meu redor. Vários ajudaram e vários outros tentaram. Muitos também se revelaram, para os dois lados, o que é ótimo. Apeguei-me aos bons e, ao final, restou novamente a filosofia a qual me dedico já há algum tempo: seguir o caminho do bem. Dessa vez conhecendo-o melhor. Ilusão pensar que nesse caminho só existe o bom. O ruim está em tudo que é mundano, até nos ditos perfeitos. No caminho que escolhi traçar, entretanto, o correto sempre vence. Sofre, mas vence.

E eu, meus companheiros de jornada, prefiro ser correto a viver corrigindo.


Vamos falar de coisa boa?

  • Ôpa! Só sucesso!
    Assim que é bom!

    Fico feliz pela notícia (agora ancioso com o podcast).

    Abraço!

  • Marcio Matos

    Caramba, uma ótima noticia essa do podcast! Vamos lá PH o que importa se levantar e seguir em frente. Iradex mais forte que nunca!