O Cravo Bem Temperado: Valsa

Por Vinicius Hilario

Vamos Dançar?

No mundo da música, som e movimento não estão separados, um complementa o outro, como um casal que dança uma valsa. Existem dias em que acordamos com uma certa disposição para dançar, então hoje eu resolvi falar de um gênero muito comum na música e até hoje bastante utilizado: a valsa.

Acredita-se que esse estilo musical tenha nascido na Áustria e na Alemanha e seu significado deriva da palavra “waltzen”, tradução para “dar voltas”. também uma dança de origem campestre, a valsa seria integrada aos salões das cortes burguesas no séc. XIX. Ela é um gênero que descende do minueto e do laendler (dança folclórica onde o homem se ajoelhava em frente à mulher, para que esta gire em torno dele), estilos de dança populares no séc. XVI, onde se situa as regiões da Baviera, no sul da Alemanha, da Boemia, onde atualmente é a República Tcheca e também a cidade de Viena, capital da Áustria.

O filó­sofo fran­cês Michel de Montaigne (1533-1592) escre­veu sobre uma dança que ele viu, no ano de 1580, em Augsburg, na Baviera, onde os dan­ça­ri­nos seguravam-se tão perto uns dos outros, que os ros­tos che­ga­vam a se tocar. A música cairia no gosto da sociedade quando as altas classe aceitaram seu papel nas festividades. Antes de ser adotado pela sociedade, esse gênero era considerado impróprio, principalmente pelo contato entre os casais e, por isso, foi banido da Alemanha e da Inglaterra por um grande intervalo de tempo.

A valsa possui compasso ternário, ou seja, segue o ritmo de um-dois-tres. Nos dias de hoje a valsa não segue esta regra e, por vezes, escutamos uma valsa sem sequer perceber. Sua elegância e delicadeza permanecem as mesmas. A valsa chegaria ao Brasil trazida pela corte portuguesa por volta de 1808, quando esta atravessou o Oceano Atlântico, fugindo das tropas francesas comandadas pelo Imperador Napoleão Bonaparte (1769-1821).

A melodia da valsa possui um ritmo suave e circular, porque apresenta temas cíclicos, que incentivam os giros e torções aos dançantes. Talvez um dos gêneros mais comuns até hoje na música e na dança, ainda pode-se ver um casamento, um baile ou uma festa com pessoas deslizando pelos salões ao som dessas melodias extremamente românticas e belas.

Entre os compositores famosos pela composição de valsas estão os franceses Frédéric François Chopin (1810-1849) e Maurice Ravel (1875-1937), e o alemão Johannes Brahms (1833-1897).

Aperte play e deslize os pés suavemente, com essas composições tão cheias de vida.

Playlist

Clique aqui para ouvir no Spotify


O Cravo Bem Temperado é uma coluna escrita por Vinicius Hilario, para nos aproximar da música erudita com um olhar atual e descomplicado.
Experimente, aprofunde-se, e deixe a boa música guiar suas emoções.

  • Mackenzie Melo

    Nossa, que coisa linda é ouvir valsa. Dá vontade de mexer as mãos. Se eu fosse dançarino diria que dá vontade de mexer os pés e o corpo inteiro. 🙂 Obrigado, Vinícius!

    • Vinícius Hilario

      É contagiante.