Opinião: Mulher-Maravilha

Por Luiza Lima

Sou a única mulher de 3 irmãos e lá em casa nunca teve “brincadeira de menina/menino”. Todos nós brincávamos de tudo, tudo era brincar. A mesma coisa para o consumo de desenhos e revistinhas, todo mundo lia tudo: Turma da Mônica, Disney, DC, Marvel, Xuxa, Trapalhões... (tudo mesmo). Meu pai dizia que não importava o que líamos, o importante era ler.

Em meio a tantos heróis masculinos, imaginem minha alegria quando encontrava uma heroína, que não dependia de um príncipe para salvá-la, que lutava pelo que acreditava, e ainda representava a entrada das mulheres no mercado de trabalho! Assim, juntamente com o discurso dos meus pais que eu podia ser o que eu quisesse e que era melhor não depender de ninguém, a minha paixão pela Mulher-Maravilha começou. Imaginem então a minha expectativa com o primeiro live action da personagem.

Luiza Lima

Graças ao Iradex, pude conferir o filme em uma sessão exclusiva (ME ACHANDO) e quero compartilhar com vocês 7 coisas super legais do sensacional filme da Mulher-Maravilha:

1. Gal Gadot

Essa mulher NASCEU para ser a Mulher-Maravilha (e vamos combinar que ela roubou todas as cenas em que apareceu em Batman v Superman). Além de linda (QUE MULHER), ela tem um carisma e uma presença incríveis. Ela conseguiu passar a inocência e a garra da personagem e, mesmo com todos os efeitos especiais, a gente super acredita que essa mulher é capaz de fazer tudo aquilo mesmo.

2. Empoderamento feminino

Que época maravilhosa para esse filme! Ele é cheio de sutilezas ao mostrar o machismo que todas nós, mulheres, enfrentamos em nosso dia-a-dia. E se para nós, que fomos criadas numa sociedade machista, já não é fácil engolir as frequentes insinuações do que devemos ou não fazer apenas por ser mulher, imagine para uma Amazona, criada apenas por mulheres incríveis onde todas têm voz?

Uma mulher que fala de igual para igual com os homens, que luta, bebe, entende de sexo (e não se envergonha de falar sobre), em meados de 1918, mostrando a fraqueza masculina em não saber lidar com isso.

O filme faz várias críticas ao machismo, a maneira como as mulheres são tratadas e as tiradas da personagem em relação ao que uma mulher pode ou não pode fazer e a respeito do papel do homem são impagáveis!

Algumas são bem sutis, como a cena em que ela enfrenta um batalhão de homens ajoelhada, a cena em que ela destrói uma igreja (em que as mulheres eram proibidas de entrar, como bem notou o PH Santos) ou até mesmo ao comparar um relógio com o órgão sexual masculino (“Você deixa essa coisa pequena lhe dizer o que fazer?”).

3. Melhor origem de personagem contada em filme

A primeira parte do filme, que conta a história da pequena Diana é, apesar de longa, lindíssima e nada maçante. Nos mostra a cidade de Themyscira, as Amazonas e ainda tem a linda Robin Wright.

4. Direção feminina

Patty Jenkins fez um belíssimo trabalho (mesmo pecando aqui e ali, o que não me cabe julgar por não entender muito mesmo), ela acertou ao colocar nas cenas coisas que só uma mulher poderia colocar. Desde um gesto singelo de Diana, a uma troca de olhares ou a indignação de um comportamento masculino. Coisas que só uma mulher, que passa por isso quase todo dia, entenderia.

5. História direta e bem contada

Não tenho muito o que falar aqui, mas o roteiro é simples, bem escrito e direto. Achei que contou a história muito bem, dando “pano pra manga” para mais filmes.

6. Química entre a Mulher-Maravilha e Steve Trevor

Chris Pine está excelente como Steve Trevor - primeiro homem que Diana conhece - e a maneira como ele a trata com admiração e respeito dá gosto de ver. Enfoque para o diálogo que eles têm logo antes do seu principal ato heroico.

7. Excelente uso dos personagens secundários

Todos os personagens funcionam, todos cumprem seus papéis e são bem aproveitados. Foi muito bacana de ver a interação com a Mulher-Maravilha, que poderia ter resolvido tudo sozinha.

photo_2017-06-01_08-09-59

Mulher-Maravilha é, com toda certeza, o melhor filme de herói dos últimos tempos.

  • Aline Hack

    Primeirona! Só pra dizer/lembrar que a Gal Gadot realmente nasceu para o papel, ela serviu no Exército Israelensepor dois anos – que mulher!

  • Felipe Lopes

    Que mulheres!!!!!!! A Mulher Maravilha, e essa Maravilha de Mulher que é a LU! Inteligencia e beleza é altíssimo nível sempre!!!!

    • Luiza Lima

      Que comentário mais lindo 😘

  • Caesar

    “Mulher-Maravilha é, com toda certeza, o melhor filme de herói dos últimos tempos.”

    Há 2 meses atrás era Logan, agora Mulher-Maravilha… Não sei porque as pessoas gostam de por filme de herói num pedestal

    Não basta ser bom, tem que ser sempre “o melhor”

    • Gusta Mociaro

      É assim que funciona um texto opinativo. As pessoas dão a sua opinião. Para a Luiza, dentro de todo contexto que ela explica no texto, esse é o melhor filme. Certo? Certo.

      • Caesar

        E eu tô dando minha opinião ao fato de tudo ter que ser sempre “o melhor”

        Não precisa se ofender pelos outros

    • Luiza Lima

      Caesar, entendo muito o que você quis dizer, mas não TEM QUE ser sempre o melhor (como não considerei Logan o melhor). Não tem que ser, mas esse foi, pra mim, o melhor filme de super herói dentre os últimos que saíram, por inúmeros motivos e dentro do meu gosto pessoal, já que não sou crítica de cinema, nem nada disso. Ninguém tá ofendido e sua opnião é muito válida, só vim expressar minha empolgação com o filme. =)

  • Adah Conti

    Vou assistir em sua homenagem, pelo texto tão emocional e emocionante que você fez! E provavelmente vou gostar mais mesmo é da primeira parte, já que curto mais história do que ação.
    Nunca mais vou olhar a mulher maravilha sem me lembrar de você. E vice versa.

    • Luiza Lima

      E a honra? <3