Estante Iradex - Domhnall Gleeson

Domhnall Gleeson é um ator irlandês de 33 anos que tem ganhado cada vez mais renome no mundo do cinema. Tendo começado sua carreira com filmes irlandeses de pequeno porte, Gleeson conquistou os corações de todos ao estrelar a comédia romântica “Questão de Tempo”, comentado no Iradex 48, e na ficção científica “Ex-Machina”, assunto no Iradex de edição 76.

Filho do também ator Brendan Gleeson (o Alastor Moody de “Harry Potter”), Domhnall não teve o cinema como sua primeira paixão. Desde jovem ele escrevia e encenava peças de teatro, e chegou a realizar curtas antes de realmente se firmar como ator de cinema. Ele, inclusive, teve receio ao entrar nessa área por causa de seu pai, pois, como afirmou em uma entrevista, “pensava que sempre que conseguisse um papel alguém ia dizer que era por causa dele".

Felizmente, Domhnall não deixou que o receio o impedisse de contribuir com seu grande talento para a arte do cinema. O ator começou sua carreira participando de filmes irlandeses, mas foi ao entrar no elenco de “Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 1 e 2”, interpretando Gui Weasley, que Gleeson ganhou maior reconhecimento no cinema, e deu início à onda sucesso da qual participa até hoje.

domhnall gleeson03

Em 2013, chegou aos cinemas o filme que nos fez ficarmos apaixonados por Domhnall Gleeson: “Questão de Tempo”. Escrito e dirigido por Richard Curtis (de “Simplesmente Amor”), o filme conta a história de um jovem que descobre que os homens de sua família possuem a habilidade de viajar no tempo, e percebe que o maior bem que se deve procurar e cultivar com esse dom não é a fama, nem dinheiro, mas sim o amor. Domhnall divide a cena com a doce Rachel McAdams, e os dois estrelam um dos filmes mais lindos e emocionantes já feitos.

Não muito tempo depois, em 2015, o ator estrelou a aclamada ficção científica “Ex Machina”, interpretando um programador que é escolhido para a visitar a casa do CEO da empresa onde trabalha, e lá se depara com uma robô humanoide dotada de inteligência artificial chamada Ada (interpretada por Alicia Vikander), e se vê envolvendo uma situação muito mais complicada do que esperava. Neste filme, Domhnall mostrou novamente ser um excelente ator, e seus diálogos com Ava são de arrepiar.

domhnall gleeson01

Ainda no assunto da tecnologia, Gleeson também participou do primeiro episódio da segunda temporada de “Black Mirror”, o “Be Right Back”, um episódio de cortar o coração. Apenas em 2015, o ator participou de quatro filmes indicados ao Oscar. Além de “Ex Machina” (ganhador do prêmio de Melhores Efeitos Visuais), ele esteve em “O Regresso”, “Brooklyn” e “Star Wars: O Despertar da Força” (no qual ele interpreta o vilão General Hux, um verdadeiro Hitler espacial).

domhnall gleeson02

Domhnall Gleeson já se mostrou ser um ator bastante talentoso, tendo sido indicado a vários prêmios de cinema europeus. Entre outros filmes em que ele atuou estão: “Bravura Indômita”, “Anna Karenina”, “Frank” e “Invencível”. Há, no entanto, um filme sobre o qual esta humilde autora gostaria de colocar à parte: “Não Me Abandone Jamais”. Embora Domhnall faça uma participação pequena, a obra é ao meu ver algo digno do Iradex. Mas isso eu deixo ao critério dos caros leitores...

Com mais cinco filmes previstos para 2017, além de retornar como General Hux em “Star Wars: O Último Jedi”, Domhnall Gleeson parece só crescer na indústria do cinema, e não duvido que em pouco tempo o ator logo ganhe uma indicação ao Oscar, que será sem dúvidas, bastante merecida.


Estante Iradex

A Estante Iradex é o nosso local de reverência às grandes personalidades que tem o "jeitinho Iradex".

Esta coluna foi escrita por Ana Louise e ilustrada por Caique Pituba.

Gostou? Comente, colabore e nos ajude a escolher que será o próximo homenageado. Somos movidos por amor (mas se quiser ser nosso Padrim, também pode).

Clique na imagem abaixo para ver todos os detalhes da ilustração da capa, ou baixar em alta resolução e utilizar como papel de parede.

Estante Iradex - Domhnall Gleeson por Caique Pituba

Estante Iradex - Max Richter por Caique Pituba