Melhor ser otimista

Existe algo que pode ser considerado "o melhor" quando analisado sob todos os pontos de vista?

Melhor ser otimista é um conto escrito por Alex Nunes, distribuído em primeira mão aqui no Contos Iradex.


Melhor ser otimista

Do lado de fora da janela do ônibus a paisagem não serve para fotografia, não serve de passatempo, não serve como referência e continuará assim por horas.

Só serve para me manter no transe de pensamentos que se interligam contra minha vontade.
Nenhum deles me faz sentir melhor.

...melhor...

Dei sempre o meu melhor para qualquer coisa e o melhor que sobrou pra coisa certa foi o meu pior.

Me arrependi, renovei o estoque do meu melhor e fiz tudo de novo.

O problema de pessoas como eu, é que ao dar o melhor, se tem uma sensação inebriante, viciante na verdade, impedindo de distinguir o momento certo para dar o melhor.

Eu acho que existem pessoas que são feitas com as melhores qualidades pra fazer tudo errado.

Inteligência acima da média para perceber muito e pouco discernimento pra priorizar o que realmente importa. Ou seja você vai entender todas as cagadas que fizer mas nem sempre em tempo de evitá-las.

Pensando bem não é inteligência de fato, é uma espécie de soberba, se é que existem  classificações delas em espécie. Mas como estou falando de pessoas como eu, então faço parte dessas pessoas,  prefiro acreditar que existem, que a minha é uma não tão arrogante, pelo menos pra me sentir melhor, já que acabei de admitir que penso ser  inteligente quando acima da média, mas no final das contas é só a espécie de soberba travestida de inteligência. Melhor evitar.

Consigo lembrar de risadas em ambientes claros, rodeado de pessoas alegres, aliás uma boa quantidade desses momentos na lembrança, isso deveria ser bom, mas nunca lembro sobre o que se tratavam.

Ah! Mas as situações que me trazem até aqui, dessas eu lembro de cada palavra, até dos aromas, engraçado... Sala de reunião vazia tem um cheiro, Esquina tem um cheiro, Quarto tem um cheiro, Bifurcação tem um cheiro, Esquina tem um cheiro, me lembro das Esquinas e de todas as vezes que eu desisti, depois pensei que dá próxima vez podia dar certo se eu desse o meu melhor.

Estou quase certo que nunca saí desse ônibus, o que parece ser a vida é apenas uma simulação, um teste pra que aqui no mundo real da janela do ônibus, eu tenha fazer as devidas reflexões.

Desde que subi não sei exatamente quanto tempo passou, não lembro se estou indo ou voltando, só sei que estou atrasado. Talvez algumas décadas tenham se passado, tenho que descer no próximo, não sei qual desculpa vou dar pelo atraso, mas posso dar o meu melhor pra compensar de novo.

Quer saber!?
Não vou descer!
Vai dar certo!

 


Esse conto foi escrito por Alex Nunes para o Contos Iradex. Para reprodução ou qualquer assunto de copyright o autor e o blog deverão ser consultados.


Sobre o autor:Alex Nunes é um Fazedor . Se der na telha, vai lá e faz. Se dá certo? Aí já são outros quinhentos.
Sobre o projeto: Contos Iradex é uma iniciativa daqui do site de colocar textos, contos, minicontos ou até livros mais curtos para a apreciação de vocês, leitores. Emendaremos algumas sequências com materiais da própria equipe e, em seguida, precisaremos de vocês para mais publicações. Se você tiver uma ideia de projeto, envie um e-mail para contos@iradex.net.
  • Luiza Lima

    Alex, me vi em suas palavras. “Eu acho que existem pessoas que são feitas com as melhores qualidades pra fazer tudo errado. Inteligência acima da média para perceber muito e pouco discernimento pra priorizar o que realmente importa. Ou seja você vai entender todas as cagadas que fizer mas nem sempre em tempo de evitá-las.” Eu todinha. Lindo texto, beijo grande.

  • Mackenzie Melo

    Concordo com você Alex. É melhor ser otimista. Sigamos no ônibus!

  • Claudio Gaspari

    Entender todas as cagadas, mas não em tempo de evitá-las. Pq isso se parece tanto comigo?

  • Robisom Lima

    Concordo que exista essa habilidade de fazer tudo errado e não ter a minima noção de timing. Conheço uma pessoa que sou muito assim.. hehe… Mas confesso que não entendi uma coisa: No final, quando diz que vai dar certo, está sendo otimista mas não desce do ônibus, o sujeito (provavelmente eu!) não está só fazendo aquilo outra vez?! Não está, na verdade desistindo, chegando até a esquina, como sempre, mas evitando atravessar a rua e seguir em frente?!…

    • O ponto onde ele sempre desce, é a vida que ele já está acostumado, inclusive ele está atrasado.

      Só que dessa vez ele decidiu não ir pra rotina da vida normal. Definitivamente ele desistiu de alguma coisa, não necessariamente boa e tomou uma decisão de fazer algo diferente, não desceu nesse ponto para talvez descer num outro.

      Agora só nos resta saber se ele, fez isso no “timing” certo dessa vez.
      Ele está otimista com isso.

      • Robisom Lima

        Cara!!! Eu tive que ler de novo! Dessa vez compromissado com o otimismo! O texto ja estava sensacional, agora então… Mas olha que massa é a arte! Eu li, da primeira vez e interpretei de um jeito, muito por causa da minha bagagem, do meu momento. Acho que sou eu que ando caminhando até a esquina e não me arriscando a atravessar a rua, com medo de perder o ponto que parece tão seguro… Que texto foda! Parabéns!

      • Robisom Lima

        …outro sentido, inclusive, para as cagadas! Talvez seja mais importante se arriscar a fazer cagadas do que se conformar com a certeza da rotina certeira.

  • Adah Conti

    Nossa…. que texto Alex.

  • @claudio_gaspari:disqus e @disqus_zZMNbU2aaG:disqus Acho que algumas coisas parecem com a gente, pq estamos acostumados a dar mais valor para as cagadas do que para os acertos, temos que nos valorizar mais.
    Bora tentar novas conquistas!

    • Luiza Lima

      Preciso, amigo.