Estante Iradex - Dave Grohl

“Hello, i’m waiting here for you, everlong...” É isso mesmo senhoras e senhores que acompanham a RIPA, depois de muito tempo, habemos David Eric Grohl, mais conhecido por Dave Grohl na nossa Estante Iradex!

Baterista, guitarrista, cantor, compositor, diretor, produtor, pai da Violet, da Harper e da Ophelia, marido da Jordy e cosplay do Benito de Paula nas horas vagas esse senhor de quase 50 anos (48 comemorados dia 14/01 pra ser mais preciso – temos o mesmo signo, ai que emoção!) se mostra incansável mesmo depois de tantas realizações não só na música mas também no cinema, com o documentário “Sound City” que conta a história do lendário Studio City, na Califórnia, onde muitos discos clássicos foram gravados incluindo o clássico Nevermind; e na TV com a série “Sonic Highways” que se estende falando da história da cena musical de 8 cidades americanas.

Estante Iradex - Dave Grohl

Dave desenvolveu seu talento com as baquetas acompanhando as músicas de seus ídolos batendo em travesseiros no seu quarto na adolescência e aos 16 anos começou profissionalmente na banda Scream. Mas o “grito” para o estrelato mesmo com o Nirvana, com o já citado Nevermind. O resto é história. Triste infelizmente.

Depois da morte do então frontman Kurt Cobain em 94, Grohl viveu seu luto enclausurado durante um tempo e até considerou abandonar a música. Graças aos deuses do rock ele repensou e logo voltou pra arregaçar as baterias junto com Tom Petty e os HeartBreakers. E é aí que veio o “pulo do gato”. Dave recusou a proposta de seguir tocando com o astro para tentar a sorte como vocalista guitarrista e compositor. Era o início do voo dos Foo Fighters! (“Foo Fighter” era um temo usado por aviadores na Segunda Guerra Mundial para descrever fenômenos aéreos misteriosos, considerados OVNIs.)

Em 95 chegava o álbum homônimo onde o nosso homenageado fez só tudo. Cantou, tocou guitarra, baixo e bateria, claro! Ah! E vários corações também. De lá pra cá algumas figuras passaram pela banda (e voltaram – ide Pat Smear, que já tinha tocado com ele nos finalmente do Nirana), mais 7 álbuns de estúdio lançados e, muitos hits, mas muitos mesmo. Tanto que ao tentar organizar minhas preferidas em uma playlist adicionei 60. Até pouco pros mais de 20 anos de história.

Dave_rfq1UXZ

Além do sucesso do seu principal “produto”, esse senhor ainda matou a saudade da bateria junto com o Queens Of The Stone Age nos fantásticos “Songs for the Deaf” (na época ele chegou até a sair em turnê com a banda e assustar muitos fãs com o possível fim do Foo Fighters) e “Like Clockwork...”, de 2013. Teve ainda o Probot, um projeto que ele convidou nomes como Lemmy Kilmister (Motorhead) e Max Cavalera (Sepultura, Soulfly) para gravar um álbum com músicas de heavy e trash metal. Por fim, mas não menos importante, pelo contrário, em 2009 ele se juntou com nada mais nada menos que Josh Homme (Kyuss, Queens of The Stone Age), outro homão da porra, e chamaram um baixista chamado John Paul Jones, que tocou num “conjunto” pouco conhecido chamado Led Zeppelin. Já ouviu falar?

Muito se fala se Dave Grohl é melhor como baterista ou frontman. Eu não sei responder, ele podia ter um gêmeo ou um clone né? Ou não, ele pode fazer tudo isso ao mesmo tempo e agora. Uma coisa é certa: no que esse cara se dedica a fazer é sinônimo de sucesso.


Estante Iradex

A Estante Iradex é o nosso local de reverência às grandes personalidades que tem o "jeitinho Iradex".

Esta coluna foi escrita por Renan Fernandes e ilustrada por Caique Pituba com vídeo de Gabriel Freire.

Gostou? Comente, colabore e nos ajude a escolher que será o próximo homenageado. Somos movidos por amor (mas se quiser ser nosso Padrim, também pode).

Clique na imagem abaixo para ver todos os detalhes da ilustração da capa, ou baixar em alta resolução e utilizar como papel de parede.

Estante Iradex - Dave Grohl por Caique Pituba

Estante Iradex - Dave Grohl por Caique Pituba

  • Adah Conti

    Belo texto Renan! Dave Grohl merece muito estar na nossa estante.