Iradex Podcast 110: Funk é cultura?

Iradex Podcast atrasa, mas vem!
Continuando a saga dos especiais, chegamos ao I.P. 110 e nos propomos a debater elitismo cultura a partir da questão "Funk é cultura?.
Não, não estamos falando do funk original norte-americano do James Brown. Falamos do funk carioca mesmo, o funk brasileiro do tamborzão! E não nos limitamos a debater o funk, procurando nos despir de nossos preconceitos para debater de mente aberta, também falamos sobre sertanejo, forró, axé e vários desses outros ritmos brasileiros que comumente são discriminados por, supostamente, serem "vazios e comerciais".
Então vem com a gente nessa corrente de tolerância e depois de ouvir deixa um comentário aqui no post dizendo sua opinião. Vamos expandir esse debate com respeito e compreensão!

Download e feed: DOWNLOAD MP3 // FEED RSS // iTUNES

Participaram desse podcast: Kaio Anderson, Pedro PJ Brandão e Igor Vieira.


Contribua com o Padrim do Iradex

 

keep-calm

Links

Assine o podcast

Rede Iradex

Contatos

Playlist

  • Esse episódio foi muito bom. Valeu a espera. Agora eu já tô ansioso para as continuações:
    – Qual é o limite do humor?
    – Romero Britto é arte?
    – Friends é melhor que HIMYM?

    Agora sério mesmo as transições entre as versões das músicas foi um toque genial.

    • Igor Vieira

      tem um negócio errado aí: o correto seria “HIMYM é melhor que Friends?” e a resposta seria não.

  • Adah Conti

    Excelente! Sem duvida, conhecimento é sempre arma contra preconceito. Eu sou bem pouco ligada a musica e bem ignorante em diferenciar generos musicais. Raramente saio da minha zona de conforto. Muitas coisas que gosto, não sei se é rock ou pop. Se é isso ou aquilo. Assim, musica que chega pra mim, ou faz parte da minha bolha cultural ou chega pela grande midia. E tem musica que só escuto se for pra dançar, ou seja, só funciona no binômio musica/dança. Sobre linguagem, educação e cultura, é assunto para uma eternidade.

  • Homem Que Não é Possível

    Não!

  • Gustavo Della Libera

    Não sei o que dizer apesar sentir depois desse cast. :’)

    As ideias foram muito bem apresentadas e concordo em gênero numero e grau sobre tudo, principalmente quando dito que existe diversos tipo de musicas para diversos momentos e apenas você pode dizer por que o gosto e seu e é único.

    Brigado por terem feito esse serviço para a humanidade.

  • Felipe Andrade

    Gente parabéns pelo episódio, ficou muito bom. Gostei muito da forma como vocês apresentaram os argumentos, as transições, os convidados, eu gostei tanto que estou baixando novamente pra ouvir hoje a tarde. Uma sugestão minha seria vocês lançarem um episódio por mês neste formato, em que um assunto é debatido por todos, assim como foram os episódios 105, 90, 80. Não sei se seria viável a vocês, se atrasaria algo, já que demanda um estudo da pauta, etc.

    Um amigo me falou de um autor uma vez que disse que a cultura não é uma propriedade exclusiva das pessoas que chamamos de cultas, dos críticos, e especialistas, para se ter cultura não é preciso saber apreciar música clássica, recitar poemas de cor, e nem conhecer matérias ditas eruditas. Para tê-la, basta ser humano, pois não se pode ser humano sem cultura, a cultura é a herança comum de todo grupo social.

    Parabéns mais uma vez Kaio, Igor e PJ!

  • Aline Hack

    Sem dúvidas, esse episódio dá um sem fim ou uma noite inteira no bar falando sobre o assunto. Sério mesmo! Pensei um milhão de coisas pra falar aqui, mas as palavras fugiram agora (acho que vou baixar o ep de novo e tomar notas) – mas uma das coisas que pensei foram como a música, como espaço de fala atinge as diversas camadas sociais. E mais, como isso pode ser usado positivamente (ou negativamente).
    Gostei muito da forma que vocês abordaram o assunto, de forma desprendida de valores pré concebidos. Pra falar de cultura a gente precisa estar de coração aberto para discutir tantas camadas envolvidas, porque importa falar um pouco de nós mesmos, das nossas raízes e olhar um pouco mais para o outro.
    E um episódio desse só mostra o quanto o iradex só cresce e evolui, a cada dia, com os tópicos colocados aqui. Meninos, parabéns! Vcs inspiram muita gente (inclusive eu).