O Mestre dos Gênios (Genius, 2016) | Resenha

Você acha que ser gênio é fácil?
Tente ser um então!
Não consegue, não é mesmo?

omestredosgenios_posterIsso porque na maioria das vezes, os gênios são como uma força da natureza, simplesmente são sem se importar se entendemos ou não.

As vezes só tomamos conhecimento da genialidade porque alguém consegue fazer a ponte entre nós mortais e eles.

A vida de quem tem a missão de entender os gênios e nos apresentar, também não é nada fácil, como por exemplo a do editor literário
Max Perkins, que apresentou pro mundo F. Scott Fitzgerald, Ernest Hemingaway e Thomas Wolfe.

No filme O Mestre dos Gênios, Max Perkins (Colin Firth, de Kingsman) descobre o talento bruto de Thomas Wolfe (Jude Law, de Closer) e através de uma relação conturbada e muito trabalho, consegue fazer com que o mundo conheça um dos mais importantes escritores americanos.

A personalidade difícil de Wolfe é idolatrada por sua amante (Nicole Kidman, de Os Outros), que faz de tudo pelo escritor e não consegue ter que dividi-lo com o mundo, como se não bastasse esse ciúme dificulta ainda mais a vida de Perkins, que agora se resume praticamente em lapidar o grande diamante que é a obra de Wolfe.

O filme conta com um grande elenco, além dos três já citados, ainda temos a atuação de Guy Pearce (Homem de Ferro 3) como F. Scott Fitzgerald, Dominic West (Jogo do Dinheiro) como Ernest Hemingway e Laura Linney (Show de Truman) como Louise Saunders esposa de Perkins.

A direção fica por conta do ator Michael Grandage estreando seu primeiro longa metragem com esta cinebiografia baseada no livro de A. Scott Berg chamado Max Perkins: Editor of Genius.

Já o roteiro ficou nas mãos do experiente John Logan, conhecido por  O Último Samurai, Gladiador, 007 Spectre, O Aviador entre outros.

Se você adora livros ou é um aspirante a escritor o filme é uma ótima pedida  para  conhecer o trabalho deste grande editor.

AVALIAÇÃO

Assistimos ao filme a convite da Diamond Films.

  • Arthur Zopellaro

    Caramba, só ator e personagem interessante!
    E esse diretor ai, primeiro longa e já pega uma equipe dessas? Você acha que ele conseguiu segurar a barra?

    Vou por na lista aqui, me interessei!

    • Acho que sim, ele tem um envolvimento maior com o teatro acho que isso ajudou, a ambientação da época também ficou boa. Quando você assistir me diga o que você achou.