O Homem Que Viu o Infinito (The Man Who Knew Infinity, 2016) | Resenha

Como mostrar para o mundo o que só a sua cabeça consegue entender?
Quanta genialidade morre com a mente que a conhece, apenas por não conseguir ser traduzida para o mundo?

man_who_knew_infinity_ver2 Estas são questões que vão ocupar sua cabeça depois que você conhecer a história do indiano Srinivasa Ramanujan através do filme: O Homem que Viu o Infinito.

O filme conta a história real do jovem Ramanujan (Dev Patel, de Quem quer ser um milionário?), que mesmo sem formação acadêmica, suas teorias matemáticas conseguiram chamar a atenção do professor G.H. Hardy (Jeremy Irons, o Alfred de Batman Vs Superman) na universidade de Cambridge.

O fato de contar a história real de um gênio da matemática, nos traz rapidamente a lembrança dos filmes Uma Mente Brilhante (com Russel Crowe) e Gênio Indomável (com Matt Dammon e Robin Williams). Três filmes cujas histórias são tão fantásticas que sempre encontram alguém que as queira contar no cinema.

Desta vez vemos a história através da direção de Matt Brown (Ropewalk, London Town), que nos apresenta um fotografia muito colorida, levando Ramanujan da Índia para Inglaterra, colocando em conflito o religioso e ateu, onde a única coisa em comum são os números.

Jeremy Irons está muito bem no papel do professor ciente que um feito histórico está prestes a acontecer. Além disso, ele deverá ser capaz de quebrar o preconceito de seus colegas acadêmico para com Ramanujan.

Dev Patel faz novamente o papel do indiano, com uma atuação um pouco diferente das feitas em Quem Quer Ser um Milionário e em O Exótico Hotel Marigold. Porém seria interessante a escolha de outro ator para o elenco.

Vale a pena conhecer a história desse gênio que muito tempo depois teve os cálculos usados para entender melhor os buracos negros.

AVALIAÇÃO

Assistimos ao filme a convite da Diamond Films.